O desejo da maioria dos homens e mulheres é aumentar a massa muscular e a definição corporal. A hipertrofia muscular só é alcançada com bastante esforço, e isso leva algum tempo.

 

“Não se consegue bom resultado se não estimular o músculo”, diz Dr. Cláudio Ambrósio, pós-graduado em Endocrinologia e Metabolismo. Dr. Cláudio explica que o acompanhamento médico é tão importante quanto o de um educador físico. “O corpo humano é uma máquina sensível e precisa de cuidados especiais. 

Funcionamos como engrenagens, se alguma parte não funciona bem, pode interferir em todo o resto”. No caso da hipertrofia, uma deficiência pode estar dificultando ou atrapalhando a evolução e o desempenho que somente um médico pode diagnosticar. Após avaliação médica “o treino pode ser mais frequente e adequado, e associado com o acompanhamento de um profissional da educação física, pode maximizar os resultados” completa o médico. 

O doutor ainda alerta que ficar forte não é sinônimo de ser saudável: “Muitas pessoas podem seguir uma dieta ou suplementação inadequada para seu perfil ou treinamento que está fazendo”. Existem vários casos de pessoas que fazem uso incorreto de suplementos e medicações que além de prejudicar a saúde, pode não contribuir com o resultado almejado, isso é muito comum quando a pessoa se auto-medica baseada em informações da Internet ou amigos.

O mau uso de suplementação pode causar problemas no metabolismo, e afetar sistemas como o ósseo, renal e hepático, além de distúrbios hormonais e psicológicos. Dr. Cláudio adverte ainda que “além de uma simples anemia, existem doenças e síndromes hormonais e metabólicas, como o hipotireoidismo por exemplo, que podem estar atrapalhando o funcionamento do corpo e consequentemente dificultando um bom resultado dos treinos.

É importante consultar um médico antes de qualquer atividade física!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *