Hipertrofia muscular

O desejo da maioria dos homens e mulheres é aumentar a massa muscular e a definição corporal. A hipertrofia muscular só é alcançada com bastante esforço, e isso leva algum tempo.

 

“Não se consegue bom resultado se não estimular o músculo”, diz Dr. Cláudio Ambrósio, pós-graduado em Endocrinologia e Metabolismo. Dr. Cláudio explica que o acompanhamento médico é tão importante quanto o de um educador físico. “O corpo humano é uma máquina sensível e precisa de cuidados especiais. 

Funcionamos como engrenagens, se alguma parte não funciona bem, pode interferir em todo o resto”. No caso da hipertrofia, uma deficiência pode estar dificultando ou atrapalhando a evolução e o desempenho que somente um médico pode diagnosticar. Após avaliação médica “o treino pode ser mais frequente e adequado, e associado com o acompanhamento de um profissional da educação física, pode maximizar os resultados” completa o médico. 

O doutor ainda alerta que ficar forte não é sinônimo de ser saudável: “Muitas pessoas podem seguir uma dieta ou suplementação inadequada para seu perfil ou treinamento que está fazendo”. Existem vários casos de pessoas que fazem uso incorreto de suplementos e medicações que além de prejudicar a saúde, pode não contribuir com o resultado almejado, isso é muito comum quando a pessoa se auto-medica baseada em informações da Internet ou amigos.

O mau uso de suplementação pode causar problemas no metabolismo, e afetar sistemas como o ósseo, renal e hepático, além de distúrbios hormonais e psicológicos. Dr. Cláudio adverte ainda que “além de uma simples anemia, existem doenças e síndromes hormonais e metabólicas, como o hipotireoidismo por exemplo, que podem estar atrapalhando o funcionamento do corpo e consequentemente dificultando um bom resultado dos treinos.

É importante consultar um médico antes de qualquer atividade física!

METABOLISMO E MEDICINA ESPORTIVA

O sedentarismo é um mal presente na vida de boa parte da população e o hábito de não se exercitar acaba por diminuir a qualidade e a expectativa de vida.

Nessa matéria, o médico exemplifica os benefícios da atividade física e os recursos da medicina esportiva, que juntos, auxiliam quem pratica exercícios, profissionalmente ou não. Algumas das novidades que vêm em auxílio aos praticantes de esportes e treinos em academia são as análises metabólicas.

Entre elas estão: avaliação e interpretação dos testes de função mitocondrial, avaliação do metabolismo dos carboidratos, proteínas e gorduras, testes funcionais para avaliação da relação macronutrientes e micronutrientes, e ainda a bioimpedância, além de um estudo levando em conta a individualidade como centro para uso de suplementos, alimentação e outros. Outra novidade é que, notando a crescente demanda de pacientes e os debates atrelados aos temas de endocrinologia e exercícios, a SBEM – Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – criou, recentemente, a CTEE – Comissão de Endocrinologia do Exercício e Esporte.

O Dr. Claudio alerta para o frequente uso da suplementação sem recomendação médica por muitos praticantes de atividades físicas e atletas. “Esse consumo indiscriminado é um risco para as pessoas e, ao invés de melhorar o desempenho e proporcionar bons resultados, pode trazer malefícios para a saúde.

O suplemento deve ser um complemento nutricional e não uma opção de troca na refeição e sempre deve ser usado com orientação de profissional habilitado, ressalta”. Para ele, é preciso colocar em prática a proposta de ”manter a saúde”, além de se focar nas doenças.

“Faz-se necessário estender este conhecimento científico adquirido a todos. Assim, as pessoas poderão estabelecer suas prioridades e optar conscientemente por um estilo de vida saudável. Lembrando as palavras do filósofo romano Sêneca(4 a.c. 0 65 d.c.), ‘Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir’”, afirma o médico.”

Reportagem Portal Aib News: Mauricio Mattar consulta com Dr Claudio Ambrosio.

Aconselhado pela filha Petra Mattar, o ator, cantor e empresário Maurício Mattar deu início a um tratamento metabólico com o médico das celebridades, Dr. Cláudio Ambrósio, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Maurício diz estar totalmente focado a cuidar da saúde e a ter mais qualidade de vida.

O ator em breve estará de volta a telinha em uma nova produção da Rede Record e paralelamente a dramaturgia, ele também concilia as carreiras de cantor e empresário. E, para aguentar essa jornada toda, ele seguiu os conselhos de Petra e decidiu procurar o endocrinologista que lhe passou uma bateria de exames e irá ajudá-lo quanto a reeducação alimentar, com uma dieta adequada, e também lhe aconselhou a praticar exercícios físicos regularmente.

Petra já é cliente do profissional, Dr.Claudio Ambrósio, a um longo tempo,  e o procurou para tratar os efeitos da TPM. “Eu sofria demais com os sintomas da TPM”, disse ela, que precisa estar bem, porque participa de muitas sessões de fotos.

Segundo a modelo sua qualidade de vida, após o início do tratamento, melhorou em todos os sentidos, por isso ela vai sempre as consultas, segue todos os conselhos do profissional, faz de forma correta o tratamento e realiza exames periódicos. Baseada em seu exemplo de qualidade de vida, ela levou o pai para se tratar com o mesmo profissional.

No dia da consulta, Mauricio e Petra Mattar ainda participaram, com depoimentos sobre o médico,  de uma reportagem que estava sendo feita pelo canal francês M6 sobre saúde.

 

Petra Mattar é fruto do relacionamento do ator com a atriz Fabiana Sá.

SOBRE DR CLÁUDIO AMBROSIO

Dr. Claudio Ambrósio é um médico mineiro, com 25 anos de carreira e conceituado internacionalmente. Ele vem se destacando mais e mais a cada dia e ganhando cada vez mais espaço no seleto ramo da endocrinologia brasileira. ​

 

Ao longo de sua carreira, ele se tornou o queridinho dos famosos e passou a ser chamado de “médico das celebridades”. 

 

Entre as estrelas que procuram seus consultórios pelo país estão Paulinho Vilhena, Luciano Zafir, Cláudio Heinrich, Chay Sued, Valéria Valenssa, Milena Toscano, Adriana BomBom, Nathália Rodriguez, Veridiana Freitas, Dani Sperle, além de musas fitness, atletas e modelos. 

 

O médico atende na Barra da Tijuca (RJ), São Paulo (SP), Vitória, Vila Velha (ES) e em Muriaé (MG).

 

Reportagem Portal Ego Brazil: Cantora Perlla volta ao cenário pop para disputar espaço com Anitta e Ludmila

De volta ao cenário do pop e do funk, Perlla decide cuidar do corpo

A cantora iniciou um tratamento metabólico com o médico das celebridades

Ela voltou para disputar novamente um espaço. E, nesta nova fase, Perlla incluiu um tratamento com o médico das celebridades, Dr. Claudio Ambrósio, endocrinologista. 

Hoje, casada, mãe de duas meninas, Pérola e Pietra, a cantora diz que está decidida a disputar a fatia do mercado, que abriu, e que hoje tem Anitta e Ludimilla no páreo.

A menina que alcançou o sucesso com o hit “Tremendo vacilão” diz que irá seguir à risca o tratamento e que promete fazer bonito no palco com modelos atuais e seus tradicionais shortinhos. “Me aguardem!”, diz Perlla, que tem o tal apoio do marido e que a acompanhou na primeira consulta. 

Reportagem Portal terra – O Fuxico : Adriana Bombom leva o noivo para visitar médico dos famosos

Já se preparando para seu casamento, que, aliás, deve acontecer em maio de 2018, Adriana Bombom decidiu fazer uma visitinha ao endocrinologista Claudio Ambrósio, médico das celebridades e que, aliás, é o responsável por cuidar do chip da beleza (tratamento metabólico, cujos efeitos também podem abranger a área estética), do qual a repórter é adepta.Além de colocar seus próprios cuidados com a silhueta em dia, Adriana ainda levou o noivo, Adrien Cunha, para se tratar com o famoso doutor.“Eu fiquei tão feliz com o resultado do meu tratamento que aconselhei o Adrien a vir também”, chegou a afirmar ela, que, aliás, deve seguir, junto com o amado, um tratamento mais focado na tão sonhada “hora do sim”.

 

Obesidade: Novos tempos, novas abordagens

A obesidade é um dos principais problemas de saúde da modernidade. Ela já atinge mais de 30% da população brasileira.E tende a piorar: segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2025, mais de 50% da população mundial será obesa.

Mais que a preocupação estética, o excesso de peso pode acarretar uma série de distúrbios como a pressão alta, diabetes, colesterol alto, problemas circulatórios, cardíacos e articulares. Por isso, evitar ou tratar a obesidade é um excelente investimento em saúde e qualidade de vida. Nos hábitos alimentares funcionam como fatores protetores se forem adotados ao longo da vida, especialmente, quando aliados à prática de atividades físicas.

O primeiro passo para uma vida saudável é esquecer dietas mirabolantes ou fórmulas milagrosas. É importante evitar esse processo de “efeito sanfona”, no me popular dado àquele engorda­ emagrece, que além das alterações estéticas – como as estrias – pode contribuir para alterações circulatórias e cardíacas.
Na maioria das vezes, os transtornos alimentares estão agregados a outras doenças emocionais, como depressão e ansiedade. Assim, contar com a ajuda de profissionais toma esse processo menos complexo.

Por isso, a abordagem multidisciplinar, como emprego de diferentes recursos simultaneamente, propicia os melhores resultados. Essa é proposta de abordagem da obesidade, que oferece um plano de reeducação alimentar aliada à atividade física, suporte psicológico e acompanhamento médico a pacientes com sobrepeso, obesidade e obesidade mórbida.

A eficácia dos tratamentos depende de cada paciente, mas um fator é certo ao assumir esse desafio: pensar na possibilidade real de ser saudável é um grande passo para essa conquista! E acredite, manter-se magro após o sucesso do tratamento, será bem mais fácil!

Algumas medidas simples trazem excelentes resultados:

-Uma dieta saudável contendo alimentos de variados grupos;
-Fazer um prato bem colorido;
-Fazer o maior número de refeições de pequena quantidade, não pulando horários pré-estipulados pelo profissional da área;
-Beber bastante água ao longo do dia melhora a produção de urina e facilita outros aspectos da fisiologia e metabolismo;
-Atividade física rotineiramente (após uma correta avaliação profissional).

O METABOLISMO, a idade e o seu peso.

Cada ser humano possui diferenças no funcionamento do corpo, mas existem similaridades em todo mundo. Com o avanço da idade, tende a desacelerar e o corpo acaba acumulando energia mais facilmente.

Isso pode resultar no aumento do peso corporal e, então, das medidas. O perigo é que muitas pessoas ficam insatisfeitas com isso e, para emagrecer, tentam qualquer tipo de recurso, que podem ocasionar um risco à saúde.

A tendência com o avanço de idade é, além de diminuir o metabolismo, também ocorrer uma diminuição da massa muscular devido à redução da taxa de alguns hormônios. Entre eles estão os relacionados à menopausa e à andropausa e os produzidos pela glândula tireóide, principalmente tiroxina e triiodotironina, que entre outras funções regulam a taxa do metabolismo.

Atualmente, muitas pesquisas apontam também que o baixo peso de recémnascidos pode ser um fator de risco para a desaceleração do metabolismo.Esses estudos identificaram que quando a criança está abaixo do peso ideal intrateurino o próprio organismo cuida para que ele gaste menos energia e, assim, possa acumular mais gordura e facilitar o desenvolvimento normalmente, Ou seja, o metabolismo fetal cai como uma forma natural de defesa. Mas essa característica pode persistir após o nascimento e fazer com que essa pessoa, quando adulta, tenha maior tendência à obesidade.

O metabolismo é uma função nobre do organismo e não é recomendado alterá- lo sem acompanhamento médico e sem critério, seja com remédios ou com outros métodos, como a ingestão de suplementos. Devemos ficar atentos para o consumo incorreto que pode comprometer os batimentos cardíacos e aumentar a pressão, causando também insônia, agitação, nervosismo e outras perturbações.

Por isso, é desaconselhado às pessoas ingerirem substâncias que prometem acelerar o metabolismo e trazer resultados estéticos rápidos. O recomendado é sempre procurar um profissional capacitado para realizar os exames necessários e, a partir deles, dar as orientações desde uma reeducação de alguns hábitos simples, ou ainda definir auxílio terapêutico de forma segura para que você alcance os resultados desejados.